sábado, 30 de maio de 2015

Esperanças...


Houve um tempo
 que sonhar
 Me fazia ser
 Houve um tempo
 Em que viver 
Era apenas respirar
 Sentir Deixar a emoção fluir.
 O vento soprou
 E levou o meu sentir
 Espero a cada noite a Lua
 Me encanto com sua luz
 Deixo a alma livre
 Ao amanhecer conecto
 Na esperança
 que o coração volte a suspirar
 E que o Sol ao tocar a Lua
 Traga novamente o meu sonhar.

 Tânia Gorodniuk

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário