sexta-feira, 1 de maio de 2015

Ao meu lado.


Eu me perdera, naquelas olhos grandes,
 naquele abraço imenso.
 Só ouvia um único som
 – o do riso dele,
 me alcançando pelos cômodos da casa,
 me despindo de fragilidade, me tornando outra.
 Eu era outra quando estava com ele.
 Arrisco dizer que flutuava,
 que tinha asas,
 que tocava a ponta das estrelas.
 Que meus pés eram multicoloridos.
 E quando ele estava comigo,
 um gosto diferente tomava conta da boca:
 como se eu estivesse constantemente
 provando de um sorvete refrescante, bem doce.
 Ele tinha esse poder estranho,
de refrescar minha alma.

 Menina dos Olhos 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário