segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Florescer, amor...amor.


A manhã está
 Fria e silenciosa,
 O jardim a florescer,
 Mas no meu peito brota 
O vazio:
O sol desponta, 
Nuvens ofuscam
 Seu brilho.
 Eu vago no tempo. 
À noite, estrelas
 Resplandecem, 
Brincam no infinito, 
Tudo fica bonito!
 Eu adormecida vivo! 
Eu sonhando vivo! 
Vida não me acordes, 
Deixe-me dormir 
Eternamente. 
Nos sonhos
 Não há nuvens escuras,
 As noites não são frias.
 No sonho não entra agonia.
 Vida, eu te suplico! 
Faça com que o tempo pare,
 Não deixes a noite ir embora,
 Porque adormecida eu existo!
 EU vivo!

 Santina Sanvesso

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário