quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Janelas da alma...


Busquei te ver em todo lugar 
 Segui teus passos, noite e dia 
 Nunca mais pude encontrar
 O verso de amor, minha alegria
 E no pranto da doída saudade
 Há um lugar que ainda é teu
 Buscando antiga felicidade
 No coração que se perdeu
 E pelas frestas da janela da alma 
 Vejo bem claro que ainda me amas
 De certa forma, meu amor te acalma 
 E no verso já feito em chamas 
 Sou da saudade a velha palma
 Sou o amor que em ti proclama 

 Maria Rita Bonfim

 Hoje, Ame intensamente e Seja Muito feliz. Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário