quinta-feira, 18 de maio de 2017

Meu espelho...


Se pudesse escolher, 
Queria lembrar,
 Sofrer por sentir, seria voltar,
 Reconhecer-me no espelho
 E por isso chorar,
E saber que sou eu, quem está a me olhar...
 Cada fábula contada, foi por mim, encenada,
 Agora, sem roteiro a seguir,
 Sem plateia, nem nada, 
No teatro vazio, permaneço sentada,
 E a odisseia, que aplaudo, calada e sozinha...
 É, minha vida... 
Que, sem lembranças, definha...

 Lani 

 Hoje, Ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário