sábado, 27 de maio de 2017

Amo-te assim...


Ficou um vazio sem ti...
 Uma saudade inflexível,
 a dor da perda, uma inquietação!
 Ponderações ilógicas?
 Amo-te à revelia,
 busco-te inconsciente, alheia à minha realidade,
 duelando com a emoção.
 O meu silêncio não pode ser contido.
 É um abandono efêmero,
 que distraidamente esvazia de mim,
 um pouco de ti, 
e não me devolve o sossego!

 Mônica 

 Hoje, Ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário