sábado, 4 de março de 2017

Anjo triste...


Ainda posso sentir
 Seu perfume à minha volta
 Pois, por mais que eu quisesse e por amar demais
 Não pude fugir de mim mesmo
 E neste instante eu sou apenas
 Aquilo que você quis.
E por longos e intermináveis anos
 Só enxergava por seus olhos:
 Água marinha de brilho único…
 E por longos e intermináveis anos
 À ceia bastava seu gosto à luz de seu brilho farto:
 Fruto verde e rijo de doce suave do maduro…
 De repente me dei conta
 Que estava destituído de qualquer verdade
 E quando me despi de qualquer esperança
 Foi que percebi que você só era
 O que eu queria ver.
 Que na verdade,
 Você era um anjo barroco
 De formas equivocadas…
 Sem brilho…
 Sem vida…
 Sem presente…
 Sem futuro.
 E vazio, sem ninguém,
 Ninguém…

 Daniele

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário