terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Em sua procura...


Outro dia sai a procura do meu bem, 
Sai num quase sem querer,
 Sabia que encontros não ocorrem ao acaso,
 Sentia no ar sua doce presença.
 Porque foi sem me avisar,
 Porque não quis aceitar o simples e belo,
 São tantos porquês que,
 Sai a sua procura, num quase sem querer.
 Minhas testemunhas, 
 Caminhos e caçadas vazias, quase sem nada,
 Doces momentos, como doí a saudade,
 Sai a sua procura, num quase sem querer. 

 Eneb

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário