domingo, 20 de novembro de 2016

Poder te amar...


Por sonhar-te,
 Nos teus dias belos, querida,
 Ando assim, tão ansioso, por teu querer...
 Quanto amor, quanto desejo há no teu ser,
 Quanta cobiça louca de paixão ensandecida!
 Jamais vi um amor assim numa outra vida:
 Orgias escondidas, desejos raros de prazer,
 E nos afetos ocultos sob o além d’um viver,
 O vil despertar d’uma ambição tão perdida!
 Eu quero me embriagar no teu amor tanto...
 E sobre os teus anseios sair do meu acalanto,
 Da dor que me fere, sob iguais cobiças tuas!
 Sonhar-te-ei, por os teus rastros encontrar...
 Mesmo que me seja abstruso poder te amar,
 Quero gritar-te
 Em versos loucos, pelas ruas!

 Dolandmay

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário