terça-feira, 1 de novembro de 2016

Noite triste...


A madrugada fria anunciou sua partida,
 Saiu assim como levando meu coração,
 Não sabia como explicar tamanha desilusão,
 Já que nada errado havia para essa saída.
 O dia raiou de forma estranha,
 Como um punhal abrindo
 Caminhos em meu coração.
 Algo aconteceu e eu sem respostas,
 Pelo menos me faça entender a situação.
 Tantos planos e fases já vencidas, 
Castelos dourados com burburinho de pequenos,
 Se desfazem assim 
Aos ventos, de uma mudez tão pequena.
 Este tempo de espera será muito breve,
 Não ficarei aqui assim
 Lhe aguardando em outra noite triste,
 Amanhã, recolho meu coração,
 E nesta estrada
 Ficará apenas, meus passos,
 Me levando em outra direção.

 Alvorada 

 Hoje,ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário