terça-feira, 16 de agosto de 2016

Em sonhos...anjo.


Nostalgia do céu e solidão dos anjos.
 Ah! tudo se desfez ...
Buscai-me nas estrelas. 
Buscai-me, sim buscai-me em melodias louras. 
Quem virá de outros céus, quem cantará nas luzes?
 Tudo é branco demais e transparente... 
O riso
 Vem de longe demais. 
As mãos afagam a morte.
 As mãos se envolvem em frio e em asas e em neblinas.
 O coração não volta ao mundo abandonado.
 Tudo é longe demais e fluido.
 Eu ouço os anjos...
 Sou a sombra perdida em músicas e chamas.
 Sou alguém que perdeu o reino e está de bruços
 Sofrendo a solidão e o exílio, está de bruços,
 Desterrado da paz e do país dos anjos...
Onde o amor...

 Alphonsus de Guimarãens Filho

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário