sábado, 16 de julho de 2016

Este canto de amor...


Vens de longe! muito longe!...
 Estas pedras do caminho,
 são-nos macio tapete...
 Há em tua bagagem malícia.. volúpia...
 esperança de carícia...
 e fazes reviver, brilhante, vibrante, 
o desejo do amor que em minh'alma sacias!
 Cantas o canto que cadencia:
 e com o meu contracanto, há encanto na harmonia. 
 Não me importa mais, saber de onde vens! 
Importa-me saber que tu vens!!
 Aos arpejos do sol a se por,
 à dolência dos sinos nas horas tardias...
 Anseio pelo fim do dia,
 cantando este canto de amor! 

 Maria Mercedes Paiva

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário