segunda-feira, 21 de março de 2016

Nossas horas...


Eu amo o silêncio, que é força suprema.
 Leva-me num voo pra perto de Deus.
 Traz raios de sol para os versos meus
 e enche de rimas um pobre poema.
 Amo o silêncio das horas sombrias.
 Silêncio e sombras são bons companheiros. 
Vejam as lições dos velhos mosteiros:
 as sombras fiéis das filosofias!
 Amo o silêncio envolvido na prece 
das horas incertas e até parece que elas,
 as horas, já não têm mais fim.
 Amo o silêncio, o amigo fiel, 
que sempre me abre as portas do céu
 fazendo silêncio dentro de mim.

 Vitor

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário