domingo, 21 de fevereiro de 2016

Teu semblante...


Ai ver-te parada, estática no portão,
 Percebi, que meu amor não mais querias;
 Lágrimas... Saudades...
 Sofrimento então,
 Seriam os sentimentos a nortear meus dias...
 Serão dias frios, noites de insone e cruel sofrimento. Coração bate descompassado por chorar este momento; Tua imagem vaga em minha mente, causando imensa dor; Tão aguda a incerteza, se verei novamente teu brilho,
 teu fulgor...
 Não mais me aquecerão as chamas 
deste ardente e doce amor!
 Como um mudo adeus, descortina-se em teu semblante; Olhos parados, neutros, como a olhar o nada distante. Hesito diante da verdade não dita
 mas vítrea em teu olhar brilhante!
 Sinto-me desintegrar, esvair-me
 dos sentimentos, ao descobrir
 Que em teu coração já não sou o principal, 
só mero coadjuvante! 

 Luis Carlos Mordegane

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário