sábado, 27 de fevereiro de 2016

Nosso tempo, amor...


Amor...
Gostaria de poder voar e tudo alcançar
 Cruzar o céu, desertos de terra e mar
 Para que apenas com um doce gesto
 Em meus braços te pudesse albergar
 Fosse o horizonte o meu alento,
 E a sua linha apenas fruto da ilusão
 Tão inexistente seria o meu tormento
 Se nesse abraço estivesse o teu coração
 E esta ânsia que me percorre
 Na tua longa distância de devastação
 Nessa linha em que o tempo corre
 Nada passa para além da solidão.
 Será este desejo apenas fantasia,
 Ou a terei novamente um dia?

 Marcos 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades

Nenhum comentário:

Postar um comentário