segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Nas asas da paixão...


Com o olhar do coração,
 Posso sentir tua respiração, 
Tentar enganar-te e dizer que não te amo,
 É enganar-me também;
 Esse amor é decorrente de sonhos 
Que não morrem, 
Transcorrem livremente e, 
Por assim ser, é que tenho-te, todo momento,
 Independente de permissão,
 Numa procissão de sentimentos.
 A emoção voa nas asas da paixão,
 Pousam com frenesi no teu sentir,
 Onde estou e sou,
A realidade que ousou querer e ter teu amor,
 Unicamente por amor. 
Incondicionalmente livre,
Absolutamente prisioneira,
 Por conta e risco,
 Do que arrisco.

 Marisa de Medeiros 

 Hoje, Ame Intensamente e Seja muito Feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário