sábado, 9 de janeiro de 2016

Recordações...


Quando estás triste
 A tua alma parece tão pequena
 E achas que amar não vale a pena
 Abre o teu coração. 
 E quando a solidão te alcançar
 E a noite chegar 
Não desesperes!
 Abre o teu coração 
E para que esse coração
 Se feche ou abra
 Depende apenas, e só de ti. 
 Por isso deita fora as mágoas e tristezas 
Guarda apenas doces recordações
 Verás…tenho a certeza!
 Que a ternura e a beleza Irão de novo fluir.
 E sabes!
 Nesse teu coração revigorado
 Estarei sempre a teu lado
 Para voltares de novo…a sorrir.

 Gil Moura 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário