quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Saber de você...


Fecho os olhos a cada brisa
 Todas as caminhadas me remetem
 a caminhos que juntos percorremos
 Respiro todos os aromas em sua busca
 Sentir ou viver?
 Sobreviver ou viver?
 Cadê a surpresa da madrugada?
 Sua mão quente e seu amor?!
 E aquela sua foto não contempla mais o meu sorriso
 Não paira mais sobre o móvel da sala
 Na verdade nem sei, não sei se quero saber de você
 Não sei de você, na verdade nunca soube, soube?! 
 Começou com amor terminou com dúvida
 Uma alegria desmedida
 que acabou num choro soluçante
 Ouvi uma música
 que me colocou a dúvida de ficar só para se viver 
E outra que me disse 
que viver e estar bem é particular 
 Escolho entre essas opções
 ou haverá outra melhor
 Não sei, não sei… 

Jaqueline

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário