terça-feira, 3 de novembro de 2015

Recomeços...


Eu me perco em ti,
 Caminhos longos,
 Cabelos longos...
 Abre teu coração
 E me acolhe em teus braços macios
 Como água de rio, 
Como pássaro em seu ninho...
 Casualmente o amor não nasce, 
Mas vem de outras eras, outros romances,
 E caminha pelo tempo como alma gêmea,
 Segredo que somente Deus sabe... 
 Acerta teu passo com o meu,
 Escreve teus poemas pensando em mim, 
E quando nosso amor chegar ao fim 
Será o recomeço do mesmo amor
 Em outro tempo, em outro físico...

 Eliza Ribeiro

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário