quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Instantes...


E no presente instante,
Quando não estás,
 não há meio termo para encontrar-me. 
 Não há espaço que não seja procurado,
 não há desejos invertidos. 
 Os murmúrios
 são as meiguices que me sussurras ao ouvido.
 Mordomias que não se esvanecem no tempo,
 que me contemplam para lá de um determinado momento. ...Resgates.
 As memórias são as purpurinas,
 vestígios da existência que nos leva para lá de cada depois, de cada adeus que ilumina
 a luz que nos guia e que nos cega por vezes.
 Trágico!.
 Trágico, não é o tempo mas os momentos
 que não recordo mais.
 Os momentos exatos que me marcaram as horas,
 no seguimento do dias que perseguem os anos.
 Não tenho e não quero meios-termos para me relembrar. Apenas cada sentir que povoa meus pensamentos,
 cada olhar onde me deixei ficar...

 Luisa

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário