segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Teu brilho...


Vida...
E se eu não quiser esperar,
 Nem mais um suspiro de tédio,
 pela relógio parado,
 e correr.
 Atravessar a cidade em hora de agito,
 enorme, intransponível,
 Só para chegar mais cedo, agora mesmo,
 Para poder ver-te descer as escadas,
 tão devagar quanto possível.
 Para poder não perder 
o mesmo brilho que trazes nos olhos, irreal,
 Que já não vejo,
 e beijo, Sem esperar.

Ana

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário