quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Nosso jeito...


Posso não ser sempre doce,
 Mas também não sou toda fel.
 Posso não ser a mais paciente,
 Mas dos meus lábios também saem mel. 
Sou forte quando preciso.
 Só não sou tão forte ao ponto de nunca quebrar.
 Mas não fico por aí partindo-me em mil pedaços.
 Mas, sim, sou do tipo que ri à toa
 e que também sabe chorar;
 e sei pedir por carinhos, beijos e abraços...
 E, mesmo não sendo toda gentileza,
 Sei ser delicada como a mais delicada pétala de uma flor. Sabe, eu posso até ser de muitas formas,
 mas aceito o que sou e o que você é,
 e não preciso de nada mais;
 Porque o nosso jeito, mesmo meio torto, me satisfaz. 
 E, se tudo que ofereço ainda é pouco, nada posso fazer.
 Vou continuar levando a vida:
 bem devagarinho, sem correr.
 Até que alguém perceba e aceite o que eu sou.
 Cansei de esperar que entenda, 
por isso vou deixar acontecer. 
 E, independente de você, 
eu sei e sempre saberei dar carinho,
 Saberei cuidar,
 Sempre saberei pedir amor,
 Sempre saberei amar.

 Lais 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário