terça-feira, 6 de outubro de 2015

Junto a mim...


Amor,
Trago junto a mim,
A graça de viver...
 Não ficarei presa 
Ao invólucro do medo de amar...
 Não ficaremos.
 Aceitarei as pessoas,
Saberei dosar a felicidade
 Que levarei com meu sorriso
 Em cada vida que pela a minha passar...
 Na real,
A distância do amor,
 Entre o tempo e a indiferença,
 Somos nós quem criamos,
Com a falta  ilusória do nosso egoísmo... 
Não,não deixarei de amar
 Porque alguém não o sabe fazer...
 Não serei,
 Mais uma alma presa a demência,
 De não viver a graça de ser suave...
De simplesmente,
 Viver...

 Cida Luz

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário