sexta-feira, 30 de outubro de 2015

Anjo azul...



Caminhando sem rumo certo
 Entrei num lugar deserto
 Senti alguém me olhando
 Mas não vi ninguém por perto
 Aquele lugar estranho 
Também era proibido 
De repente olhei para o lado
 E ouvi um leve gemido 
Assustada eu vi um anjo azul
 Com medo e todo encolhido
 Estava com a asa quebrada
 E com o braço ferido 
Com dó me aproximei, ele recuou. 
Mas eu lhe sorri, e ele me imitou, 
Mas sumiu suas asas e seu braço se curou. 
Eu esqueci que sou mortal
 E justamente quando o toquei 
Todo o poder que ele tinha Infelizmente eu o tirei
 Hoje este anjo é um homem
 Não é mais um querubim 
Fiz dele um pobre mortal
 Mas vou te-lo só pra mim 
Ele nem lembra que já teve asas
 E que foi um lindo querubim nu.
Ele só sabe que eu sou sua fada
 Mas eu sei que ele é:
 Meu lindo anjo azul.

 Sônia Lopes

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário