domingo, 27 de setembro de 2015

Teu cheiro...


Bebo do cálice do teu amor...
 Em ti encontro o refúgio, amada lua.
 Ignóbil eu sou, e, vejo-te toda nua...
 E no sábado, vislumbro o teu amor.
 Oferto-te um título com amor... 
Nos minutos a ilusão flutua,
 Teus pés audíveis enfeitam a rua,
 Busco nos céus o nectário do amor. 
 No teu rosto há o eflúvio que perfuma, 
Conto pétalas d´ouro, uma a uma...
 Tua expressão soa como um hino!...
 Tímido...beijo os teus cabelos, meu astro!
 Tenho o teu cheiro... teu canto... teu rastro...
 Eterno será teu corpo divino!...

 Machado de Carlos

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário