terça-feira, 8 de setembro de 2015

Renúncias...


Se de amor somos tocados, então vem.
 Com esses olhos maviosos me seduza
 Antes que o amanhecer lhe arrebate
 E para alem dos meus sonhos o conduza
 Perca-se a razão nos labirintos dos desejos
 Renúncias espalhadas na trepida noite
 Porque jorra dos olhos saudade num lampejo
 E a dor da ausência já nos toma de açoite
 Deixe que esse amor ao cinzelar refaça
 Esse querer que nos prende, amordaça.
 A réstia daquilo que poderia ter sido
 Que nos arraste para a mesma fantasia
 Perfume que nos toca lenitivo que inebria.
 Deixe o sabor de amor sonhado e vivido...

 Glória Salles

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário