quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Meu abrigo...


Deixe que eu continue a sonhar contigo
 Vivendo este amor que não tem fim
 Deixe que eu faça deste sonho o meu abrigo
 Porque Deus só me permitiu, amar-te assim 
Tu serás o meu refúgio, em dias tristes
 E quando se faz amarga a solidão 
Deixe eu pensar que o amor ainda existe
 Deixa eu adocicar o meu coração
 Deixa eu continuar, dizendo que te amo 
E sonhar contigo este amor sem fim 
Tal qual um dia nós dois idealizamos
 Vivendo só para você e tu vivendo para mim 
 Na esperança, quando abro o meu correio
 O único consolo que estou tendo
 É quando encontro lá o teu e-mail
 Então consigo sorrir…
mesmo sofrendo!

 Vitor

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades..

Nenhum comentário:

Postar um comentário