quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Encanto, amor.


Que pena...
Meus olhos te olharam
 Sorriram, brilharam,
 Brincaram de ver
 Além das imagens 
Que pintam teu ser...
 Melhor sem falar:
 Palavras no ar 
São folhas ao vento,
 Do galho desprendem
 Sem cor nem alento. 
 As falas não cabem
 Se os olhos já sabem.
 Assim, só te viram
 Guardaram teu rosto
 E se despediram.
Que pena.

 Verônica 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário