segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Seu nome...


Minhas palavras emudeceram,
 Meus olhos secaram...
 No silêncio aprecio minha dor,
 seu nome é saudade, meu amor!
 Minutos sem você parecem eternidade
 Horas sem lhe ver tem efeito abissal,
 Fosso dantesco...
 Sentimentos trafegam
 Alucinam meu eu passageiro de mim mesmo,
 neste mundo desgovernado... 
 Carrego à bordo as alegrias partilhadas
 Não me perderei, jamais,
 No curso dessa estrada!
 Vivo, revivo sobrevivo a esmo dos desejos meus...
Que são seus, tão seus, tão seus. 
 Você é meu hábito,
Um bom hábito, em minha vida!!!
 Estou viciado em você!
 No silêncio,
 Aprecio a saudade 
Que não é miúda! 

 Iraquitan Oliveira

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário