quarta-feira, 15 de julho de 2015

Em cada olhar...


Silêncio...
 que retumba em cada poro,
 em cada gesto, em cada olhar,
 que fere e pode matar,
 que diz muito sem nada falar...
 Silêncio... 
eterno, que faz a alma penar, 
que mente sem pensar,
 insano, sempre a gritar...
 Silêncio...
 que cala, a esperar,
 perseguindo, sem parar, 
capturando, para aprisionar...
 Silêncio...
 que acompanha quem deixou de amar...
 e ouve o coração chorar,
 que lamenta, sem perdoar...
 a oprimir, a torturar, a castigar...
 Silêncio...

 Ana Rosenrot 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário