quarta-feira, 17 de junho de 2015

Lembranças...


Olho através da vidraça,
 Para dentro de minha alma,
 Que segue e pensa em desgraça,
 Com água límpida que escorre,
 Apressadamente sem parar… 
Com rasto na sua passagem,
 Reflete no espelho a imagem,
 Do meu rosto já sofrido,
 Cansado e amargurado, 
Por um tormento inacabado…
 Quanto grita a minha Alma,
 Que é muda, e sofre em silêncio,
 Por uma dor que tanto amarga,
 E me deixa nesta demência…
 Tuas gotas de chuva me acalmam,
 E alimentam minha esperança,
 Nos instantes mais precisos,
 Reflete na minha vidraça,
 O valor da tua existência.

 Cidália Ferreira

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário