segunda-feira, 4 de maio de 2015

Nossas entrelinhas...


Que continue sendo doce
 o seu modo de demonstrar afeto,
 o seu jeito, seus olhares, seus receios.
 Que seja doce
 a ausência do nosso medo,
 o seu abraço e a maneira como segura minha mão.
 Que seja doce,
 Que sejamos doce,
 E seremos, eu sei ...'
 Que eu jamais perca a sensibilidade.
 Mesmo que às vezes 
ela arranhe um pouco a alma.
 Porque sem ela,
 não poderia mais sentir a mim mesma.
 Eu te amarei sempre,
 até depois que o coração parar de bater ..
 Que nunca morram
 as entrelinhas contidas em nós

 Caio F Abreu 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades..

Nenhum comentário:

Postar um comentário