sexta-feira, 3 de abril de 2015

Teus olhos, amor.


Podia com teus olhos
 escrever a palavra mar. 
 Podia com teus olhos escrever 
a palavra amar 
 não fossem amor já teus olhos. 
Podia em teus olhos navegar
 conjugar os verbos dar e receber.
 Podia com teus olhos escrever
 o verbo semear e ser tua pele
 a terra de nascer poema.
 Podia com teus olhos escrever a palavra
 além ou aqui ou a palavra luar,
 recolher-me em teus olhos de lua
 só teus olhos amar.
 Podia em teus olhos perder-me
 não fossem, amor, teus olhos,
 o tempo de achar-me.

 Carlos Melo 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário