sábado, 3 de janeiro de 2015

Teu beijo...


Entre o sossego destas ruas vazias
 desfolho as pétalas dos teus segredos,
 e tudo é chuva que a tua alma decanta
 gotejando na pele poesias adormecidas.
 O tempo desdobra-se em instantes... 
 no ar, o teu perfume e uma música triste
 vinda da harpa de um anjo solitário. 
No espelho do quarto
 os teus lábios refletidos,
 a espera do beijo da despedida.
 Fácil é trocar palavras...
 difícil é compreender o silêncio. 

 Walter Alberto

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário