terça-feira, 30 de dezembro de 2014

O amor e suas virtudes.


Amor lenitivo,
 inclusivo, ativo, compulsivo,
 Latente no âmago de dois seres amados.
 Expurga vícios, pecados; um tempo definitivo.
 Por vírus incurável, mal sem cura, contaminados.
 Redesenha a vida, altera humor, fonte da juventude. 
Traça metas, curvas retas, define definitivo objetivo. Nascente de similares desejos, brota pecado e virtude. Tormento, brisa; Pacifico, Saara; um canto significativo. Atemporal, coração sem razão, razão de passos incertos. Invade, domina, ataca; metamorfose tal azul borboleta.
 Não se define, por vezes redime; outras deixa estigmas. 
 Amar é bom quando juntos, bem juntos, bem mais perto.
 Gerado na alma,
 parto natural,  normal,
 pouca dor; sem proveta.
 Um constante desvendar de segredos,
 gestos,
 mistérios, 
enigmas!
Amor...

 Gustavo Drummond

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário