domingo, 16 de novembro de 2014

Sua falta...


A saudade de você me consome 
 É fogo, é geada, é noite, são trevas
 É meu coração arrancado pelo vento
 Não há sequer uma flor com seu odor 
 Não há um abraço como todos os seus
 Não há uma voz com a melodia da sua
 Não mais escutarei você me chamando
 E me esmaga e enclausura minha alma 
 Não há lagrima que possa explodir a dor
 Não há palavras para dizer e nem a quem
 Que sabem os ouvidos desconhecedores
 Os ouvidos virgens para tal desespero?
 E que jamais saibam, que nunca conheçam
 Por que há seres e seres, mas há anjos 
 Alguns poucos anjos que não muitos veem 
 No meu lamento está o lamento de tantos
 Em ninguém está o remanso que preciso 
 Nada apascenta a minha alma afrontada 
 Nada suaviza o meu coração estraçalhado 
 Nada detém a dor
 da sua ausência em mim

 Rosemeire Stteffen 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário