quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Recomeçar...


Removo agora da terra árida 

 as sementes que não germinaram... 
enxugo as lágrimas da face 
 que ainda não caíram...
 fecho as janelas pra não entrar o sol 
 e deixo as minhas manhãs
 e as minhas noites morrerem longe de ti.
 E assim,
 enquanto as tuas mãos adormecem
 começa uma outra história,
 porque, quando alguma coisa acaba
 outra deverá começar...
 e as minhas ilusões também
 terão chegado ao fim. 
 E ainda assim,
 sem palavras, 
 volto novamente a amar.

 Walter Alberto

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades..

Nenhum comentário:

Postar um comentário