quarta-feira, 23 de julho de 2014

Seguindo assim..



Há dia que não te vejo,
 há dia em que não te sinto,
 há dia em que teu desejo,
 adia o nosso beijo,
 e nosso amor jaz extinto…
 Há noite feito açoite, 
que eterniza o sofrer,
 impossível te esquecer
 impossível te tocar
 impossível não querer 
impossível não chorar.
 Há dia que me esqueço,
 há dia que não sonho, 
há dia tão tristonho,
 que adia o meu começo.
 Há dia de começar
 há dia que pereço,
 há dia que mereço
 que adia o meu cantar. 
Há um tempo meu,
 de Ásia e Prometeu,
 houve um tempo nosso
 e hoje já não posso,
 sustentar o sonho teu.

 Fernando Cardoso 

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário