domingo, 18 de maio de 2014

Na madrugada..


Se alguém passar por aqui
 e perguntar por uma moça
 Que vivia sempre a cantar
 Diga que ela foi embora
 E agora está tão diferente
 Cresceu de repente, 
esqueceu aquele jeito
 e vive somente a chorar
 Pois ama e não é amada
 Triste chora na madrugada
 Seus olhos perderam o brilho 
Mas ela a mágoa resiste
 Nunca soube fingir que amava
 E teve de desistir ...

 Maria Eduarda

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário