segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Sempre o amor...


Contra o amor nada posso,
 E novas promessas são lançadas 
 Falsos sonhos...
 Velhas ciladas
 E da fantasia nada levo,
 Mais me entrego, a outros braços;
 Fortes braços de armadura
 Donde não há sentimento puro
 Somente ilusões de velhas espadas
 Cintilantes espadas que brilham sob o sol,
 Sol que já não vejo,
 Mais pressinto a cada novo dia...
 Que me emociona a cada novo pôr
 Que me tira às forças para esquecer, 
 Tão velho e querido amor!

 Mone Carmo 

 Hoje, Ame intensamente e Seja Muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário