quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Por dizer...



Pior do que a voz que cala,
 é um silêncio que fala.
 Simples, rápido!
 E quanta força! 
...Silêncios que falam sobre desinteresse,
 esquecimento, recusas.
 Só ele permanece imutável,
 o silêncio, a ante-sala do fim.
 Quantas coisas são ditas na quietude,
 depois de uma discussão.
 Cordas vocais em funcionamento
 articulam argumentos,
 expõem suas queixas,
 jogam limpo.
 Já o silêncio
 arquiteta planos
 que não são compartilhados.
 Quando nada é dito,
 nada fica combinado. 
O único silêncio que perturba, 
é aquele que fala.
 E fala alto!

 Martha Medeiros

 Hoje, Ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário