segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Passado presente...


Tem horas antigas
 que ficaram muito mais perto da gente
 do que outras de recente data.
 Toda saudade é uma espécie de velhice...
 Não é que faltem lembranças.
 Estão espalhadas em toda a minha substância.
 Meu corpo foi-se tornando
 um cemitério de tempo,
 parece um desses bosques sagrados
 onde enterramos nossos mortos. 
 A saudade mistura tudo.
 A saudade não conhece o tempo. 
 Não se sabe o que é antes nem depois.
 Tudo é presente.

 Rubem Alves 

 Hoje, Ame intensamente e Seja Muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário