sábado, 18 de janeiro de 2014

No tempo...


Mais parecia um
 namoramento de anos.
 Ela, eterna apaixonada,
 fixara seu olhar ao do homem
 que havia escolhido para
 (com)partilhar.
 Ele, convicto
 do que sentia pela mulher a sua frente,
 traduzia no zelo
 daquele abraço e no calor das mãos,
 que unidas se envolveram
 por dedos e carinhos,
 a pretensão de tê-la sempre assim.
 E será. 
 Tenho certeza. 
Digo isso,
 não apenas por essas e outras formas
 de companheirismo
 que tive a chance de presenciar,
 mas porque
 Eles não precisam mais 
de palavras
 para demonstrarem
 o que sentem um pelo outro.
 Eles são
 o próprio AMOR,
 todo maiúsculo.

 Bibiana Benites 

 Hoje, Ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário