terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Meu coração...


Te deixo uma poesia de amor
 meio amarela 
com versos rimados de emoção.
 Se por acaso o papel estiver molhado
 são lágrimas saudosas que não consegui conter
 são lágrimas dessa cruel e sangrenta saudade de você.

 Te deixo um beijo
 mesmo em forma de verso
 que esconde todo o meu desejo de ter você aqui.
 Te deixo uma poesia
 com o nome de Gaivota 
que voa em busca de liberdade 
procurando teus braços
 para desfazer esse cansaço louco e ardente.
 Se a Gaivota
 em teus braços pousar
 não espante ela não 
porque a Gaivota é o meu coração.

 Soninha Nunes

 Hoje, Ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário