terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Bela flor...


E quando eu,
cativa, 
não mais puder
 Ser doce e mulher 
Quero ser uma flor tenra e amarela
 Sob a janela
 Do amor que foi só meu por um triz:
 - Serei Feliz!


 E quando eu não puder,
 com muita dor,
 Ser sua bela flor 
Quero ser mulher eterna,
 cheia de desejos; 
De muitos beijos 
Para o homem que amarei sem pudores:
 - Cheia de amores!

 Osvaldo Antônio Begiato

 Hoje, Ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário