domingo, 8 de dezembro de 2013

Observando.



Primeiro
 a música etérea
 vaga pelo meu corpo, me embala...
 me transforma em espera... 
Surges então não se sabe de onde
 e logo és bailarino 
a rodopiar na minha mente 
e a traçar no meu corpo
 um poema divino,
 que invade todos os meus poros.

 Mas nada me fala,
 só me afaga... 
então me rendo derreto-me...
 em êxtase cósmico
 deixo-te fecundar em mim a alma. 

 Lia de Oliveira

Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário