sábado, 2 de novembro de 2013

Permitido, amor...


Amor...
Lembro-me de ti
 Nesse instante absoluto, 
A vida 
conduzida
 por um fio de música. 
Intenso e delicado,
 ele vai-nos fechando
 num casulo
 Onde tudo 
será permitido.
 Se é só isso 
que podemos ter,
 Que seja forte.
 Que seja único. 
Tão íntimo 
quanto ouvirmos
 a mesma melodia, 
Tendo o mesmo 
- esplêndido 
- pensamento.

 Lya Luft

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário