quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Teu corpo...


Contemplo teu corpo adormecido
 Alvo como a luz do amanhecer 
Em um mundo de sonhos,
 encontra-te perdido
Tal qual um deus, ou supremo ser
 Admiro tua beleza estonteante
 A maciez da tua pele, teus cabelos
 Em ti repousa a certeza
 de um poder constante
 É pra mim contemplação,
 é um querer e bem querer
 Nas frestas dos teus olhos semi-abertos
 Revelam-se, todos os segredos teus
 Abrem-se então duas janelas
 Que são as perolas,
 do teu olhar dentro do meu
 Acendem as luzes da alvorada
 Em teu corpo o sol vejo refletir
 Permaneço em meu canto assim calada
 A contemplar,
 teu formoso perfil a me sorrir.

 Mara Laurentino

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário