domingo, 13 de outubro de 2013

Teu rosto.


Te sinto à noite.
 Vislumbro o teu rosto,
 os beijos, são muitos.
 Do amor, tudo fazemos.
 Nossos lábios se tocam,
 os teus seios, ao meu peito
 estreito, nossos corpos
 unidos, são uma só silhueta.
 Pernas coladas, 
enlaçadas, impressão dá,
 de não serem separadas,
 idéia que a mente alimenta.
 O pensamento, às voltas,
 o sonho atormenta.
 Quer-se a quem se ama.
 O coração, apaixonado chama.
 Em socorro o sono vem,
 depois da exaustão.
 E aos poucos,
 o coração abranda tal paixão.

 Roldão Aires

 Hoje, ame intensamente e Seja muito feliz.
 Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário