segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Te esperando.


Dentro da noite

 Sinto teu amor distante
 Dentro do meu corpo 
Prenúncio de uma coisa mansa
 Dessas que nos aquece a alma,
 Uma lembrança distante, ao acaso, 
Uma paixão que ficou no passado
 Ou o teu calor que o vento trouxe
 De encontro ao meu que deixo embriagado. 
Venha de longas paragens,
 A saudade machuca e maltrata
 Não demores que te espero na chegada.
 Choro a tua ausência com a verdade
 Que encharca a minha alma. 
Amar é perdoar
 e eu não suporto mais
 Esperar-te...

 Márcia Rocha

 Hoje, Ame Intensamente e Seja Feliz. 
Felicidades...

Nenhum comentário:

Postar um comentário